Páginas

Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 20 de julho de 2013

Quanto custa para implantar (construir) um posto de combustíveis (gasolina)?

Uma resposta objetiva, com um dimensionamento básico, com valores em dinheiro para você pensar e avaliar.

1 Vale à pena construir um posto?

Muitas vezes a pessoa olha o tamanho da empresa e o potencial de faturamento aparente dela e acha que poderá ficar rico. Um posto de combustíveis é um negócio como qualquer outro, alguns podem ganhar um bom dinheiro enquanto outros não resistem poucos meses. Uma questão fundamental para quem quer abrir qualquer negócio é saber quanto custa para entrar nesse negócio. E é disso que eu vou tratar aqui.
Primeiramente quero deixar claro que aqui eu não represento nenhuma empresa, quer seja ela um posto, construtora, despachante, distribuidora, refinaria ou qualquer outro que possa querer o seu dinheiro de alguma forma. Escrevo porque gosto de dividir o meu conhecimento. O blog não é patrocinado! Além disso, nenhum dado sigiloso está sendo divulgado. Todos os valores foram retirados de sites públicos na internet. Eu somente usei do meu conhecimento e experiência para compilar os dados e fazer os cálculos.
Outra coisa importante, só estarei falando dos custos de construção do posto. A compra ou locação do terreno e os custos de operação não serão tratados neste post. Também não estou tratando de compra de um posto já pronto e operando. Nesse caso os valores variam muito em função do ponto comercial e outros aspectos.
Obs.: criei (dia 06/09/2013) um outro post com orientações sobre como escolher a melhor localização para o seu posto.
Obs.: criei (dia 11/10/2013) um outro post com orientações sobre como estimar os custos de operação do posto de combustíveis


2 Uma estimativa inicial.

Pesquisando na internet (veja fontes lá em baixo), verifiquei que o custo estimado é, para postos urbanos, US$200 mil e para rodoviários US$500 mil. Nunca menos do que R$600 mil.


3 Qual o tamanho de um posto de combustíveis?

Em geral considera-se que um posto urbano, para atender automóveis, deva ter um mínimo de 900 a 1.000m². Já um posto rodoviário médio tem de 5.000 a 7.000m².


4 O que é um posto médio?

A tabela abaixo veio do Anuário do SINDICOM. Um “posto médio” brasileiro vende 173.200 litros de combustíveis por mês. Vou fazer duas simplificações: a primeira é a retirada do GNV do cálculo, já que somente a sua implantação custa cerca de R$500 mil e a grande maioria dos postos não comercializa o produto. A segunda simplificação é a não diferenciação entre postos rodoviários e urbanos, já que a estatística não mostra. A diferença básica entre os dois é que os rodoviários vendem bem mais diesel enquanto os urbanos vendem mais gasolina. Assim, o “posto médio” deste estudo será um posto urbano com 1.000m² de área e vendendo 170 mil litros (170m³) de combustíveis líquidos por mês.
 
Postos de Combustíveis no Brasil
Baseado no Anuário do SINDICON - 2013

5 Como é layout de um posto?

Basicamente um posto de abastecimento deve ter um tanque (ou compartimento de tanque) para abastecer cada produto e uma bomba, conectada a esses tanques, com pelo menos um bico para cada produto. Porém o nosso posto tem que ser um posto que segue toda a legislação vigente, além do bom-senso do operador.

Posto de Combustíveis Desenho

Ocorre que por força da legislação, ou razões de ordem prática, muitos outros itens são necessários. Existe a legislação básica nacional, na parte ambiental regida pelo CONAMA e na área de comercialização regida pela ANP. Também existem várias exigências estaduais e municipais. Não cabe aqui discorrer sobre todas.
 
Como funciona um Posto de Combustíveis
Infográfico publicado originalmente na revista MUNDO ESTRANHO de maio/2007.
A primeira exigência é que os tanques de combustíveis sejam subterrâneos, de dupla camada, a interna de aço e a externa de fibra de vidro (em alguns lugares a resina da fibra de vidro tem que ser especial). Entre as duas camadas deve haver um espaço para instalação de equipamentos de detecção de vazamentos. Os tanques também devem ter um bocal para visita e outro para enchimento. Ambos devem ter um compartimento de contenção para evitar vazamentos para o solo. As tampas de acesso aos tanques devem ficar numa área concretada. Sob as bombas também deve haver uma bacia contentora para evitar vazamentos.
A pista de abastecimento, área onde ficam as bombas, deve ser pavimentada com concreto impermeável para evitar contaminação do solo. Todo o entorno da pista deve ter uma canaleta impermeável ligada a uma caixa separadora de água e óleo. A pista também deve ser coberta. Considerando-se que deve haver fácil circulação de veículos, não pode haver paredes na pista, assim a estrutura da cobertura deve ser resistente a ventos. Como também, obviamente, não combustível.
A ANP exige a colocação de um painel de preços, em local bem visível, de 1,80x0,95m.
Outras exigências legais são quanto às tubulações de combustível, que devem ser fabricadas e montadas de modo a evitarem explosões, vazamentos e corrosão. Também é preciso uma tubulação de “respiro” dos vapores, com válvulas retentoras. Os eletrodutos e fios devem ser todos a prova de explosão.
Na área de meio-ambiente também é necessária a instalação de poços de monitoramento para verificação de possíveis contaminações no solo e no lençol freático.
Além dessas exigências legais, outros itens surgem: um escritório para administração, uma sala de vendas de produtos como lubrificantes e/ou uma loja de conveniências, um pequeno estoque para lubrificantes e outros produtos (que é claro não podem ficar juntos com alimentos). Você pode também pensar numa troca de óleo e talvez até numa lavagem. Esses dois últimos devem constar no licenciamento ambiental. Em alguns casos, a colocação de lavagem é bastante complicada devido à legislação.
Atualmente a automação do posto é quase uma obrigação. Controle de estoques, de vendas e de possíveis vazamentos, num posto moderno, são todos feitos por sistemas eletrônicos.


6 Passos para construir um posto

Só para não nos esquecermos de nada:
  • Obtenção do terreno
  • Obtenção das licenças para a construção. Cheguei a ler que “um posto de combustível pode precisar de 120 licenças”. Não sei se são tantas, mas sei que são muitas.
  • Elaboração dos projetos (arquitetônico, de instalações do sistema de abastecimento subterrâneo, hidrossanitário, elétrico, estrutural, de drenagem, etc.)
  • Terraplenagem do terreno. Como esse item é muito variável, e o terreno para viabilizar comercialmente um posto tem que ser o mais plano possível, considerei que o “nosso” terreno já é plano.
  • Construção do posto, com todas as aquisições de equipamentos e execução de serviços de instalação.
  • Licenciamentos para a operação.

Para executar tudo isso, dependendo do estado ou do município, pode levar até 2 anos. Você tem que estar preparado.


7 A lista dos Equipamentos

Os equipamentos considerados são todos novos e sem uso. Você até pode comprar uma bomba reformada (o que para um posto novo não faz muito sentido), já os tanques devem ser obrigatoriamente novos por força da legislação.
O tipo e a quantidade dos equipamentos dependem muito da estrutura que você vai ter no seu posto. A seguir vou colocar uma lista dos itens principais, para depois dimensioná-los:

  • Tanques subterrâneos para armazenar combustíveis
  • Bombas de combustíveis
  • Filtros de combustível
  • Calibrador de pneus
  • Compressores de ar
  • Equipamentos de lubrificação e troca de óleo
  • Elevadores hidráulicos (ou elétricos)
  • Máquinas para lavagens de veículos
  • Caixas Separadoras de Água e Óleo

8 O dimensionamento dos equipamentos

O dimensionamento do equipamento varia caso a caso. Depende de vários fatores como o tamanho do posto, o volume de vendas, o tipo de público que atende, o espaço para formação de filas, a distância do centro distribuidor até o posto, o nível de atendimento durante o abastecimento (verificação de óleo, água e outras cortesias), prática de preço e meios de pagamento, etc.
Por isso temos que voltar ao nosso “posto médio”, que vende diesel, gasolina e etanol. Aqui temos mais uma questão. Existem vários tipos de diesel e de gasolina. Para simplificar, e seguir a hipótese de um posto urbano, vamos dizer que o posto vende: diesel, gasolina comum, gasolina aditivada e etanol. Para mantermos a proporção dos produtos, vamos dizer que o posto venderá 65m³ de diesel, 45m³ de gasolina comum, 40m³ de gasolina aditivada e 20m³ de etanol. Num mês de 30 dias ele venderá 2,2m³ de diesel, 1,5m³ de gasolina comum, 1,3m³ de gasolina aditivada e 0,7m³ de etanol a cada dia.
TANQUES: De posse dos volumes diários, para dimensionarmos os tanques, temos que saber a distância que o centro distribuidor fica do posto. Se ele fica muito longe ou o acesso ao posto é muito difícil, é bom manter estoques altos. Já no caso do posto ficar próximo ao centro distribuidor, ele pode se dar ao luxo de manter estoques baixos. Nesse exemplo, vou supor um prazo de reposição de estoque a cada 6 dias, assim o posto fará 5 reabastecimentos por mês. Assim teremos os volumes necessários de cada tanque dividindo o volume mensal por 5 reposições. Porém, as normas atuais só permitem tanques de no mínimo 10 m³, então veja a tabela abaixo:

Tanques para postos de combustíveis

Como os tanques, em geral, são fabricados com compartimentos de 15 ou 10m³, optarei por 1 tanque de 15m³ para o diesel e 1 tanque de 30³ tricompartimentado para os demais produtos.
BOMBAS: os tipos de bombas são bem mais variados do que os tipos de tanque. Vamos focar naquela fabricadas para postos urbanos que nós vemos pela cidade. A escolha da bomba, como já disse, depende do número de produtos que o posto vende, do volume que se vende, do espaço físico disponível e da velocidade que se quer dar ao abastecimento. Abaixo vai uma tabela BEM simplificada (mas que não é uma regra de cálculo, é só uma sugestão).

Produtividade bombas de gasolina

O posto do nosso exemplo vende 4 produtos. A área disponível não é muito grande, mas também não é um posto de tamanho exíguo, que exigiria um projeto especial. Também não venderá um volume muito elevado de nenhum produto específico. Pela minha experiência, acho que o ideal seria quatro bombas duplas (a distribuição delas depende muito do layout do posto). Vamos verificar: uma bomba dupla teria uma produtividade de 25m³ por produto, assim teríamos um bico de bomba para o etanol (dá e sobra) e outro para o diesel. Como temos uma venda elevada de diesel (uma configuração incomum para um posto urbano pequeno), vamos colocar uma bomba exclusiva para ele, então são mais dois bicos. Vamos deixar as outras duas bombas para as gasolinas, cada bomba com dois produtos. Veja o resumo:

Dimensionamento bombas de gasolina

FILTRO DE COMBUSTÍVEL: o filtro de gasolina é pouco usado atualmente, já o de diesel é quase uma exigência do consumidor. Existem basicamente dois tipos de filtros de diesel: um que só tira a água presente no tanque e o outro que também filtra as impurezas. Vamos usar o mais completo.
CALIBRADOR DE PNEUS: a calibragem de pneus é uma cortesia obrigatória no posto. Vamos prever um calibrador e, obviamente, um compressor.
TROCA DE ÓLEO: vamos prever uma pequena troca de óleo no posto. Além do kit de equipamentos de lubrificação e troca de óleo, vamos prever um elevador elétrico, que é menos eficiente que o hidráulico, e dá mais manutenção, mas que atende bem a demanda.
LAVAGEM: não vamos prever lavagem de veículos no posto.
CAIXA SEPARADORA DE ÁGUA E ÓLEO (CSAO): é um equipamento obrigatório. Como não teremos lavagem, vamos prever um modelo de tamanho médio, pré-fabricado, embora alguns municípios não aceitem esse modelo.


9 Edificações, pavimentações, imagem e outros itens

Fiz um dimensionamento básico das áreas do posto.

Produtividade bombas de gasolina

IMAGEM: um item fundamental no seu posto. É ela que vai dar identidade ao seu negócio. Quanto mais visível ao longe para quem vem de carro, tanto melhor. Uma imagem de bom gosto, com uma manutenção caprichada diz muito sobre o posto para o consumidor. Os itens de imagem básicos são: o totem (aquele “pirulito” que ostenta a marca do seu posto), as testeiras (as chapas que envolvem a cobertura das bombas e do prédio), elementos de identificação dos produtos e as placas de preço. Esse item pode variar enormemente de preços, mas um descuido na imagem pode colocar o seu negócio por água abaixo. Vou determinar uma verba média para o valor da imagem.
Não esqueça também que você vai ter que pagar pelos projetos, por uma subestação elétrica de pequeno porte, pelos licenciamentos e pelos itens ambientais (já falamos da CSAO, mas tem também os poços de monitoramento e as válvulas de vapor).

10 Resumo 

Resumindo tudo o que falei:


11 Considerações finais

Vamos retomar os valores da nossa “estimativa inicial”, de postos urbanos valendo US$200 mil (hoje R$448 mil) e nunca menos R$600 mil. Esses números, para mim, são claramente conservadores. Um posto com infraestrutura tão barata, dificilmente venderia mais de 100m³/mês. É um posto considerado pequeno, portanto com retorno menor.
Espero que este post tenha sido útil. A minha intenção foi dar subsídios a decisões de negócios.


12 FONTES:

- Como Abrir um Posto Petrobras: http://www.br.com.br/wps/portal/portalconteudo/deolhonocombustivel/!ut/p/c4/04_SB8K8xLLM9MSSzPy8xBz9CP0os3gjY1NfNzcPIwMLSzNLA09_Pw9LcxDXwEC_INtREQCu4ryx/?PC_7_235MFFH2089690IONH97FH2085000000_WCM_CONTEXT=/wps/wcm/connect/portal+de+conteudo/segmentos+de+atuacao/rede+de+postos+petrobras/apresentacao/como+abrir+um+posto+petrobras
- Dicas de empresas comerciais na área de consultoria para postos:
http://www.infopostos.com.br/como-montar-posto-de-gasolina/
http://www.portaldepostos.com.br/paginas/gest.materia5.html
http://www.novonegocio.com.br/ideias-de-negocios/montar-posto-de-gasolina/
http://www.igf.com.br/aprende/novonegocio/Neg_Resp.aspx?id=96
http://www.netposto.com.br/
http://www.vaicomtudo.com/como-abrir-posto-de-gasolina.html
http://www.engetecno.com.br/port/proj.php?projeto=posto-de-combustivel-4-bombas
http://como-abrir-o-seu-negocio.blogspot.com.br/2011/08/como-abrir-montar-um-posto-de.html
http://postosdegasolina.blog.terra.com.br/
- SEBRAE:
http://www.sebrae-sc.com.br/ideais/default.asp?vcdtexto=1334&%5E%5E
http://201.2.114.147/bds/bds.nsf/299263699DF2A13103256E5B0045C7BF/$File/NT000020CE.pdf
- Fornecedores de equipamentos:
http://www.gilbarco.com/br/
http://www.dresserwayne.com.br/‎
http://www.netposto.com.br/
http://www.brasilpostos.com.br/site/
http://www.acasadoelevadorautomotivo.com.br/como_montar_um_posto_de_combustivel_42.html
http://www.petropuro.com.br/blog/index.php/tag/posto-de-combustivel/
http://www.realsysten.com.br/index.php?_path=automacao_postos
- Listas de discussões e blogs:
http://angelorigon.blogspot.com.br/2006/06/planilha-mostra-custo-de-posto-de.html
http://www.hardmob.com.br/dinheiro-and-negocios/480887-abrir-posto-de-combustivel.html
- Identificação das durações estimadas e praticadas durante as etapas de concepção, desenvolvimento e implantação de postos revendedores de combustíveis: http://hdl.handle.net/10183/10147
- Licenças:
http://revistapegn.globo.com/Revista/Common/0,,EMI97121-17155,00-PRECISO+DE+QUE+TIPO+DE+LICENCA+PARA+ABRIR+MEU+NEGOCIO.html
http://licenciamento.cetesb.sp.gov.br/Servicos/licenciamento/postos/documentos/S694.pdf
http://mundoestranho.abril.com.br/materia/como-funciona-um-posto-de-gasolina
http://www.congressocfc.org.br/hotsite/trabalhos_1/358.pdf
- Cartilha do Posto Revendedor de Combustíveis (5ª Ed.) – ANP: http://www.anp.gov.br/?dw=3796
- Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência 2013 – SINDICOM: http://www.sindicom.com.br/#publicacoes.asp?query=anuario&targetElement=leftpart
- CUB-RS: http://www.sinduscon-rs.com.br/site/imagesdin/226_PRECOS%20E%20CUSTOS-JUL_2013.pdf

71 comentários :

  1. Muito bom este post.
    Estou interessado em entrar no ramo e este post me ajudou muito.
    Parabéns pela iniciativa e disposição do seu tempo para levar informação aos que precisam.
    abs

    ResponderExcluir
  2. Gilvan, bom dia!
    Tenho um ótimo terreno no Sacomã (Rua Alencar Araripe) para venda. O terreno tem 1.249m2 e é de esquina. É simplesmente ideal para implantação de comércio e de posto de combustível. Se interessar, entre em contato comigo: carlos.incorp@gmail.com.

    ResponderExcluir
  3. Ual, Parabéns pela materia, é muito boa, e ajuda muito quem vai montar um negócio como este ou até mesmo projetar!. Obrigada!! e Sucesso!!

    ResponderExcluir
  4. não tem como a própria distribuidora financiar tudo isso e fazer um contrato de fidelidade ?

    ResponderExcluir
  5. Com relação ao comentário anônimo, sobre se "não tem como a própria distribuidora financiar tudo isso e fazer um contrato de fidelidade?", achei importante tecer algumas considerações:
    - Sim as distribuidoras costumam financiar a construção dos postos. Também é sabido que, em média, um posto com "bandeira" de uma distribuidora vende 20% a mais do que um posto sem bandeira (bandeira branca).
    - Uma coisa que tem que ficar claro é que, embora não siga as normas da "Lei das Franquias" (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8955.htm), um posto "embandeirado" é como se fosse uma franquia. Ou seja, para usar todos os benefícios de estar resguardado por uma distribuidora, o operador do posto tem que dar contrapartidas.
    - O contrato de fidelidade é uma contrapartida mínima, já que a legislação proíbe a compra de combustíveis de uma distribuidora diferente da bandeira ostentada no posto (o posto é fechado pela ANP nesse caso). Assim os contratos exigem volumes mínimos de aquisição de combustíveis e lubrificantes, além de um prazo mínimo para retorno do investimento. Em grande parte dos casos, assinar contrato de uso de marca com uma distribuidora é vantajoso para um operador, mas isso não pode ser tomado como verdade absoluta.
    - Um erro comum de um candidato a operador inexperiente é ver essa possibilidade de contar com a distribuidora para construir o seu posto. Na verdade, as distribuidoras, para o caso de operadores "novatos", mais exige do que dá. Ou seja, ela quer que primeiro o operador demonstre a sua capacidade empresarial através da construção de um posto, quase que somente com recursos próprios, e dá alguns equipamentos comodatados, além de ajuda na concepção do projeto do posto. As modalidades de financiamento total da construção do posto por parte da distribuidora, via de regra, só serve para operadores experientes e que demonstraram competência passada.
    - A última consideração é que, mesmo quando a distribuidora financia totalmente a construção do posto, a aquisição do combustível não entra nesses valores. Quer dizer, se você comprar uma carga de combustíveis, ou você paga antes de receber (pagamento antecipado), ou tem que ter crédito junto à distribuidora. E qualquer um sabe que para comprar a crédito tem que oferecer garantias, da mesma forma que tirar um empréstimo bancário. Para entender melhor esse último item, recomendo ler o post: http://poucodemorais.blogspot.com.br/2013/10/quanto-custo-operar-um-posto-de.html

    ResponderExcluir
  6. Útil, mas orçamentos são muito específicos.. Quem estiver interessado, tem esse escritório de arquitetura, eles são especializados em projetos de postos de combustível:

    https://www.facebook.com/mbpostos

    ResponderExcluir
  7. Sou arquiteto e estou projetando um Posto de gasolina, já vinha pesquisando muito, mas esse post me ajudou bastante. Obrigado por explicar de uma forma tão simples.

    ResponderExcluir
  8. Diego, eu é que agradeço o seu comentário. Acho que conhecimento deve ser compartilhado. Não dependo dos meus conhecimentos em construção de postos para o meu sustento, assim tive o maior prazer em dividir, gratuitamente, o pouco que sei.

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Prezado Alan Oliver, obrigado por acessar o meu blog. Será um prazer esclarecer quais os pontos deste post que não condizem com a realidade.

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pelo Artigo. Demonstra grande conhecimento na área. Gostaria de pedir autorização para publicá-lo em nosso Portal - www.brasilpostos.com.br pois nossa audiência tem muitas dúvidas sobre o tema. Em caso positivo faremos a citação da fonte e do autor. Deste já agradeço. Editor Brasil Postos

    ResponderExcluir
  12. Prezado Renato da Silveira, conheço o portal de vocês e respeito o trabalho feito nele. Agradeço os elogios que você fez, isso muito me lisonja e me mostra que o meu blog está sendo útil. Era tudo o que eu queria.
    Quanto a autorização para publicar o meu artigo, considerando o fato de que o portal de vocês tem fins comerciais, serei obrigado a declinar. Embora não faça objeção que seja colocado o link para o post.
    Conto com a compreensão de vocês, mas o meu blog é totalmente não patrocinado.

    ResponderExcluir
  13. Caro Demorais, tenho em minha cidade um terreno bem localizado proprio para montar um posto de combustivel, gostaria de saber mais ou menos quanto eu gastaria para montar um posto pequeno é claro, com as seguinte medidas: tres bombas duplas, com tres tanque de 15000m³ cada, cobertura de pista +/- 150m², "piso"patio de abastecimento +/- 400m², e instalaçoes: entre escritorio, conveniencia, estoque, e troca de oleo, mais elevador +/- 250m²
    Hoje eu gataria mais ou menos quanto para essa instalaçao?

    ResponderExcluir
  14. Prezado anônimo do dia 24/julho, não costumo fazer isso, mas gostei do desafio. O que eu fiz foi simplesmente multiplicar os valores que você forneceu com os preços unitários da tabela resumo do item 10. Considerando que já se passou um ano, reajustei em 10%. O resultado foi R$ 975.291,90. É claro que esse valor é uma aproximação muito superficial. Só serve para você usar como base para um início de decisão de investimento.

    ResponderExcluir
  15. Caro Morais,

    Seria muito importante disponibilizar aos leitores desse artigo o site www.postoavenda.com. Recebi deles uma consultoria muito profissional para construir meu posto de gasolina. São especialistas que atuam no mercado de combustíveis a mais de 22 anos. Considero uma referência importante para a matéria do seu blog.
    A página específica deles para montar um posto é: http://postoavenda.com/postos/como-abrir-ou-montar-um-posto-de-gasolina/

    Grata pela atenção,
    Ines Saboya

    ResponderExcluir
  16. Estou com dois terreno de esquina somando juntos soma 741 metro q seria um tamanho para abrir um posto

    ResponderExcluir
  17. parabéns amigo,dominou bem o tema,trabalho a doze anos licenciando e construindo postos e seus tópicos foram bem elaborados,alguns ajustes e você seria um ótimo profissional em montagem e instalação. se precisar de algum auxilio acesse monteseuposto.blogspot.com.br e lhe ajudarei em qualquer dúvida.um toque legal seria ler a resolução CONAMA 273,lá tem muitas informações que podem te ajudar a otimizar(se ainda for possível) mais ainda o seu blog.

    ResponderExcluir
  18. Prezado Ednaldo Duarte, muito obrigado pela visita e pelas palavras. Dei uma olhada no seu blog e gostei bastante.
    Aqui a minha intenção foi só repartir um pouco do meu conhecimento. Sei que a tendência é ficar desatualizado, mas a semente foi plantada.
    Muito obrigado. Sucesso

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  20. Opa, sem dúvida que posto de gasolina é um excelente negócio. Em Brasília ninguém vende. Bom, pelo que pesquisei um posto de gasolina só começa a dar lucro a partir de 90 mil litros de combustíveis vendidos por mês. Recomendo que leiam as dicas de alguns especialistas em www.postoavenda.com.

    ResponderExcluir
  21. O comentário de Denise amstrong do dia 28/01/2015 foi removido porque era um spam.

    ResponderExcluir
  22. Prezado Anônimo do dia 08/02/2015, obrigado pela visita ao meu blog. Não me importo que você faça propaganda de seu site na minha página, embora eu não tenha nenhuma intenção de ganhar dinheiro com ela. O que eu fiquei chateado foi com a maneira que você abordou o assunto. Dizer que "posto de gasolina é um excelente negócio" e que "em Brasília ninguém vende", pode levar as pessoas que leem o post a terem uma noção equivocada sobre como funciona o mercado.
    Vamos esclarecer algumas coisas: Brasília é um mercado altamente concentrado, onde poucos proprietários operam a maioria dos postos. Esse é um dos fatores porque “ninguém vende”. É também uma cidade onde a localização dos postos segue um zoneamento rígido. Onde a renda per capita é muito alta e grande parte das pessoas só se locomovem de carro. A cidade foi planejada para se andar de carro. Dessa forma, generalizar o mercado brasileiro tomando como exemplo apenas Brasília (mesmo considerando todo o Distrito Federal) leva a grandes distorções. Basta ver a tabela no item 4 do post.
    Sobre a frase “posto de gasolina é um excelente negócio”, é uma típica frase de vendedor. Sim, posto de gasolina pode ser um excelente negócio. Poucos setores da economia, especialmente no comércio, cresceram tanto nos últimos 15 anos no Brasil. Isso tudo veio na esteira da estabilidade econômica, do estímulo à produção automobilística, do aumento absurdo do volume de fretes rodoviários consequentes ao aumento da produção de comodities agrícolas, e do congelamento de preços dos combustíveis nos últimos 3 ou 4 anos. Nesse período, muitos operadores de postos multiplicaram várias vezes o seu patrimônio. Mas, alerto que mesmo nesse período de pujança alguns revendedores tradicionais faliram e perderam tudo o que tinham. Assim como alguns revendedores novos também não tiveram sucesso, mesmo com “dicas de especialistas” (as vezes esses também erram, como qualquer pessoa). As razões do insucesso são aquelas tradicionais: falta de planejamento do negócio; erro na estimativa das vendas e dos custos; operadores deslumbrados com o volume de dinheiro que circula no posto, embora com margens não tão grande assim (ou seja, eles esquecem que no fim do mês têm que pagar as contas); etc. De qualquer forma, falar dos sucessos e fracassos ocorridos é olhar para o passado.
    Então vamos olhar para o futuro. O fato do mercado de combustíveis ter crescido tanto atrelado ao aumento da frota nacional, faz pensar se é vantajoso abrir um posto num momento em que a indústria automobilística está estagnada. Hoje se vê um processo de concentração de propriedade de postos, onde grandes redes fazem ofertas diárias para postos com apenas uma unidade. É claro que mesmo nesse universo oligopolista, há espaço para postos fora de rede (com ou sem bandeira de distribuidora), mas, em geral, é um mercado para peixes graúdos. Em países da Europa, nos EUA e no Japão, o número de postos vem caído ao longo do tempo. Isso devido à especulação imobiliária, à rigidez da legislação ambiental e mesmo ao declínio da “cultura da gasolina”. É comum nesses países que a venda de combustíveis seja só mais um produto do negócio, a loja de conveniências pode dar mais lucro lá. Mesmo no Brasil, apesar do faturamento com o combustível ser muito maior do que as conveniências agregadas, é comum que mais de 25% do lucro bruto venha das conveniências. Outra coisa que tem que ser bem pesada é a duração do negócio. Um posto de combustíveis, pelo seu alto investimento inicial, pode levar alguns anos para dar retorno. Então é bom pensar como será o mercado daqui a 20 anos. E não se esqueçam que o local onde operou um posto pode levar alguns anos para ser liberado para outro tipo de construção caso seja detectado algum tipo de dano ambiental.
    (FIM DA PRIMEIRA PARTE DO COMENTÁRIO)

    ResponderExcluir
  23. Então eu faço a pergunta para vocês que não têm experiência no ramo. Será que vale a pena investir um enorme capital num mercado que está em vias de saturação? Será que você não tem uma ideia empreendedora melhor que pode ter mais sucesso e muito mais retorno? Eu não tenho respostas, mas sei que nos próximos 20 anos muitos operadores terão muito sucesso, mas outro não. Isso faz parte do capitalismo: o risco e a remuneração do risco.
    Para finalizar eu recomendo que vocês se informem o máximo que puderem, mesmo com especialistas pagos. Só evitem cair no “canto das sereias”.

    ResponderExcluir
  24. Sem dúvida é um excelente investimento. Melhor ouvirem de um especialista > http://postosavenda.com/comprar-posto-de-gasolina-um-bom-negocio-investimento/

    ResponderExcluir
  25. Bom dia, parabéns pelo texto, foi de suma importância para mim, pois estou fazendo meu trabalho de conclusão de curso sobre a viabilidade de implementar um posto de combustíveis na minha região. Gostaria de saber se existe alguma literatura ou livros que falem especificamente sobre postos de combustíveis.
    Obrigado

    ResponderExcluir
  26. Prezado Anônimo do dia 22/março, obrigado pela visita. Primeiro quero falar sobre a bibliografia. Há cerca de 12 anos, quando iniciei a pesquisa sobre o assunto, eu sei que não havia quase nada. De lá para cá vi pouca coisa, a maioria do que eu pesquisei está disponível nas referências este e dos outros posts que fiz sobre o assunto. Mas talvez você mesmo possa descobrir coisas novas. Nesse caso, seria um enorme prazer se você divulgasse essa bibliografia nos comentários do meu blog.
    Na verdade, eu acredito que é assim que se faz a bibliografia, eu pesquiso um pouco e divulgo, você pesquisa um pouco e divulga, e assim por diante. Fico muito feliz quando vejo que a pesquisa e a inovação não para, quer seja no assunto tratado neste post ou sobre qualquer assunto. Ficar só repetindo o que os outros disseram só faz repetir os mesmos erros. Parabéns pela sua iniciativa!

    ResponderExcluir
  27. Se precisarem de montar um posto me procurem posso ajudar 38-9931-5441 atendemos território nacional
    Fazemos todos os serviços desde projetos e licenças a montagem de tudo com preços ótimos
    Grato

    Kleber
    TECH POSTOS

    ResponderExcluir
  28. Item Descrição und Qtde Vlr Unit Vlr total

    1 Serviços preliminares un 1,00 350,00 350,00
    2 Instalação de tanque 30m³ Bi partido un 2,00 6.000,00 12.000,00
    3 Instalação de tanque 30m³ Pleno un 1,00 5.000,00 5.000,00
    4 Instalação de bomba comercial duplas un 4,00 2.500,00 10.000,00
    5 Instalação de Rede de respiros dos un 4,00 500,00 2.000,00
    6 Instalação de filtro prensa un 2,00 2.500,00 5.000,00
    7 Instalação de elétrica, lógica e monitoramento na área de SASC un 1,00 9.800,00 9.800,00
    8 Instalação de Caixa S.A.O un 2,00 2.000,00 4.000,00
    9 Instalação de válvula anti-transbordamento un 5,00 800,00 4.000,00
    10 Teste de estanqueidade un 1,00 3.600,00 3.600,00
    11 Fornecimento de Tanque 30 m³ Bi partido Petrotanque un 2,00 29.070,00 58.140,00
    12 Fornecimento de Tanque 30 m³ pleno Petrotanque un 1,00 23.544,00 23.544,00
    13 Fornecimento de Bombas duplas Wayne un 4,00 16.000,00 64.000,00
    14 Fornecimento de Came Calçada un 5,00 970,00 4.850,00
    15 Fornecimento de material Ecológico para S un 1,00 47.000,00 47.000,00
    16 Fornecimento de ma elet Quadro especial un 1,00 8.760,00 8.760,00
    17 Fornecimento de Filtro un 1,00 10.000,00 10.000,00
    18 Fornecimento de Filtro desidratador un 2,00 5.300,00 10.600,00
    19 Fornecimento material galvanizado para un 1,00 7.250,00 7.250,00
    20 Fornecimento de Maquinas de escavação un 1,00 9.700,00 9.700,00
    21 Fornecimento de Pó de pedra un 1,00 14.600,00 14.600,00
    22 Confecção de Alvenaria pronta com l Mts 85,00 1.250,00 106.250,00
    23 Confecção de agua fluvial na area de SASC un 1,00 4.000,00 4.000,00
    24 Confecção de concreto aproximadamente Mts 320,00 170,00 54.400,00
    25 Confecção de redes de agua e esgoto e sumidouro e fossa séptica un 1,00 12.000,00 12.000,00
    26 Confecção de cobertura 4 pilares e forro de PVC 17x17 pintada mts 289,00 245,00 70.805,00
    27 Bloquete sextavado 8cm instalado sem areia para forração Mts 800,00 73,00 58.400,00
    28 Automaçãode Bombas VBC com identiifity un 1,00 16.900,00 16.900,00
    29 Monitoramento de tanques e Medição volumétrica un 1,00 24.800,00 24.800,00
    30 Materiais de Contrução areia,brita,cimento,tubos de agua e etc un 1,00 16.500,00 16.500,00
    31 Prejetos Arquitetonico, Ambiental, Eletrico, Estrutural,Bombeiro e Hidro un 1,00 18.000,00 18.000,00
    32 Fretes dos materiais un 1,00 18.000,00 18.000,00
    33 Iluminação da testeira com letra caixa especial un 1,00 13.680,00 13.680,00
    34 Totem Iluminado com montagem un 1,00 14.590,00 14.590,00
    35 Placa de preços iluminada com montagem un 1,00 6.890,00 6.890,00
    36 Iluminação da cobertura com Luminarias em LED para forro de Pvc un 1,00 9.000,00 9.000,00
    TOTAL 758.409,00
    DESCONTO
    TOTAL DA OBRA R$ 758.409,00

    ResponderExcluir
  29. Prezado Kleber Daniel, tenho me sentido honrado com a visita e a utilização do meu blog para propaganda gratuita de profissionais da construção de postos. Isso mostra que o meu trabalho tem sido útil. Agradeço enormemente você ter disponibilizado uma tabela com os seus preços. Assim os leitores terão uma nova fonte de referencia. De qualquer forma, NÃO POSSO ME RESPONSABILIZAR por eventuais erros ou incorreções nela.
    Bom trabalho para você.

    ResponderExcluir
  30. preciso de instadores por favor quem quiser me envia e-mail: tallyson219@gmail.com

    ResponderExcluir
  31. Para todo negócio precisamos também, simular vendas e valores de compras dos produtos, combustíveis.
    Pergunta: Qual o valor médio do lucro bruto para os diversos combustíveis?

    ResponderExcluir
  32. Prezado Márcio Dantas, muito obrigado pela visita ao blog e pelo comentário. Você tem toda a razão sobre a necessidade de simularmos as vendas e as compras. Por isso eu criei o post "quanto custo operar um posto de combustíveis" (aqui nos comentários eu não consigo colocar o link, mas você pode encontrá-lo no terceiro parágrafo deste post ou usando a barra de pesquisa lá no alto da página), acho que lá você achará algumas das respostas que procura.

    ResponderExcluir
  33. Muito interessante seu blog, tenho uma área urbana de 2.000m2 com distância entre Posto de 3km, procuro parceria, já tenho galpão de 80m2 e estou montando lava-jato e troca de óleo.

    ResponderExcluir
  34. Demorais bom dia
    essa planilha é uma base tenho montado postos de gasolina com um investimento de até 480.000 vendendo hoje uma galonagem de 150..000 litros de combustíveis mês com um lucro liquido de 28.000

    ResponderExcluir
  35. Boa noite, tenho uma área de 350 metros no centro da minha cidade, um local estratégico para a construção de um posto. Com esta área e possível montar um posto de combustível??????
    Aguardo retorno?!

    ResponderExcluir
  36. Prezado Anônimo do dia 18/10/15, obrigado pela pergunta. Às vezes eu também me questiono sobre qual é o menor tamanho que um posto pode ter. Antigamente a resposta seria: “o tamanho da bomba”. Falem com seus avós (ou bisavós) e eles vão relatar postos com uma só bomba na beira da calçada. Muitas vezes os tanques ficavam sob o pavimento da rua. Hoje isso já não é mais possível. As diversas legislações de segurança, urbanismo, transito e meio-ambiente, inviabilizam esses postos de antigamente. Fiquei pensando nos menores postos que eu conheço na minha cidade e medi (no Google Maps), dois deles. O maior tem cerca de 390m², contando com 3 bombas sêxtuplas. O menor, mede cerca de 230m², com duas bombas quádruplas e uma minúscula loja de conveniências que tem o tamanho de uma banca de revistas. Pelas informações de mercado que eu tenho, cada um deles vende cerca de 200.000 litros por mês. Só que não devemos nos empolgar com esses números.
    Primeiro, eu sugiro que leiam o post sobre a localização de postos de combustíveis: http://poucodemorais.blogspot.com.br/2013/09/onde-coloco-o-meu-posto-de-gasolina.html
    Os dois postos são muito antigos, mais de 40 anos (talvez mais de 50 anos). Não seria permitida a construção deles. Ficam em esquinas de enorme movimentação e na condição mais favorável de tráfego. Outro ponto, embora as ruas do entorno sejam muito movimentadas, a velocidade do tráfego é baixa. Se a velocidade fosse alta, seria muito mais difícil para os veículos entrarem num posto deste tamanho. Outra questão, o escritório administrativo não fica na área do posto.
    Vamos analisar o seu caso específico, de uma maneira que sirva de exemplo para outros leitores interessados. Você falou em “local estratégico no centro da cidade”. Pois bem, vamos supor que você já fez todos os cálculos de volume potencial de vendas e de retorno do investimento. Então estamos falando somente sobre o tamanho do posto. Primeiro: o posto é de esquina? Se não for ele deve ter, no mínimo, 20m de testada (a frente do terreno), menos que isso os carros têm que manobrar para entrar no posto. Ninguém gosta disso. Também tem que ter, no mínimo, 10m de profundidade (isso já considerando o recuo obrigatório pelo código de obras da sua cidade). Se ele for de esquina, continuam valendo os 10m de profundidade. Segundo: você tem um local para o escritório administrativo? É possível construir num segundo pavimento, mas isso aumenta os custos de construção. Além disso, a venda de quaisquer outros produtos no posto (fora combustíveis) fica bem difícil. Você não terá área para lavagem (pelo menos não dentro das regras ambientais), não terá um box de lubrificação (no máximo venderá frascos de óleo junto às bombas de combustíveis), e também não terá uma loja de conveniências (limitando-se talvez a vender cigarros, refrigerantes e cervejas para levar). Terceiro (e isso é tão importante que talvez tivesse que vir em primeiro): as leis municipais permitem que seja construído um posto no seu terreno. Como já disse no post sobre a localização do posto, há muitos municípios com legislação restritiva quanto a localização de postos. Sugiro que você faça essa consulta antes de qualquer coisa.
    Por outro lado, não quero lhe desanimar. Acho possível sim, considerando apenas a área do seu terreno, colocar um posto lá. O Brasil precisa de empreendedorismo, mas com profissionalismo. Não se jogue na empreitada antes de analisar as possibilidades. Boa sorte.

    ResponderExcluir
  37. Boa noite DeMorais...
    Não estou no mercado de combustível, só pesquisei sobre o assunto por motivo de um amigo ter me perguntado: Quanto deve custar para abrir um posto de gasolina?
    Então como sou curioso e sempre procuro ajudar assim como vc está fazendo em seu blog, fui pesquisar sobre o assunto.
    Então li muito a respeito do assunto, mais somente em seu blog pude me inteirar previamente de todos os fatos.
    E fico muito feliz com sua atitude é disso que o mundo precisa. De Pessoas que não tem medo de dividir seus conhecimentos sobre quaisquer assuntos pois digo. Nunca tenhas medo de ajudar ou ensinar algo a alguém pois nunca ninguém poderá roubar ou tirar seu conhecimento.
    Obrigado pela atenção...
    Abraços amigo...

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  39. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  40. Prezado Maurício, primeiramente peço desculpas pelo mau jeito de ter removido os comentários repetidos, mas foi só para eliminar a poluição dos comentários. Em segundo lugar, fiquei emocionado com o teu post.
    Criei este blog como uma forma de exorcizar os meus fantasmas e escrever o que eu sei e penso. Nunca tive a intenção de fazer dinheiro com ele. Mas, se como resultado do que eu escrevo (e ultimamente tenho me dedicado pouca à isso), puder ajudar as outras pessoas, me dá um enorme prazer. Eu me realizo como ser humano dividindo o que eu sei.
    Muito obrigado pela sua consideração.
    Abraços

    ResponderExcluir
  41. Sistema gera planilha com cálculo de quantidade de materiais e mão de obra, muito bom para planejar sua obra, Lista de Produtos e Serviços com preços. Você pode configurar as definições da sua obra.

    Visit For click Here :- http://www.m2obras.com.br/

    ResponderExcluir
  42. Olá tenho um terrenos de 700 metros na margens de uma BR intermunicipal na Paraíba. Pretendo colocar um posto de combustiveis e estimei gastar cerca de R$ 200.000,00 entre construção e estrutura se bem feito um projeto será que consigo viabilizar com este custo ???

    ResponderExcluir
  43. Prezado Anselmo,
    Os 700m² do seu terreno são suficientes para um posto para abastecer carros, para caminhões seria muito pequeno, portanto inviável. Porém, você disse que o terreno fica as margens de uma rodovia, assim você deve analisar as condições de acesso ao posto. Falando nisso, antes de qualquer coisa você deve procurar o órgão que administra a rodovia para saber se é possível colocar um posto lá.
    Quanto ao custo de construção, nem precisa fazer muita conta, R$200 mil dá, no máximo, para fazer a edificação, a cobertura e o pavimento da pista. Só a aquisição dos equipamentos e a instalação deles vai custar mais do que isso. A alternativa é tentar fazer o posto vinculado com alguma grande distribuidora, que dará os equipamentos em comodato.
    Espero ter ajudado.
    Sucesso no teu empreendimento!

    ResponderExcluir
  44. DeMorais, parabéns pelas publicações e explicações. Gostaria de saber se poderia me orientar. Comprei um imóvel onde funcionava um posto de gasolina, no entanto ele já está sem funcionar há uns dez anos. O cara que era dono tava vendendo um combustível q não pagou Icms. Ele tem uma dívida negociada com o estado. A estrutura é muito boa , mas tem q trocar bombas e tanques a empresa tem cnpj. Vc sabe se uma bandeira ajuda a regularizar ou uma empresa com preço bom para isto? O local é bom. Se souber empresa me mande por favor.

    ResponderExcluir
  45. Prezada Eliana,
    Muito obrigado pelo comentário. Agora vamos analisar o seu imóvel. Primeiro é preciso entender bem se você comprou o imóvel ou o posto. Se você comprou o imóvel e ainda não averbou, tem que verificar se não existe gravames na matrícula em favor do Estado, por conta da dívida do ICMS. O importante é não ter vinculação com a dívida do antigo posto.
    Por outro lado, você disse que “a empresa tem cnpj”. O ideal é você criar uma empresa própria para operar o posto. Mas vamos supor que isso também seja um problema já resolvido. Então nos resta tentar colocar o posto novamente em operação.
    Vamos pensar primeiramente no básico. Será que o posto pode ser reaberto? O fato dele ter operado até há dez anos, não significa que a legislação local permita a reabertura do mesmo tipo de negócio. É importante obter na secretaria de obras da prefeitura de sua cidade um EVU (Estudo de Viabilidade Urbanística), é ele que vai lhe garantir que ali pode continuar existindo um posto.
    O segundo item básico é a respeito dos equipamentos. Uma bomba com mais de 10 anos que ficou parada dificilmente vale o custo da reforma. O melhor é trocar mesmo. Mas o problema são os tanques. Um tanque, que atenda as normas atuais, dura 30 anos. Só que mesmo que eles tenham só uns 10 anos, o fato deles terem ficado parados e, provavelmente, com sobras de produtos nele e/ou água, deixaram os tanques, quase que certamente, imprestáveis. Só que a troca de tanques depende da Licença de Instalação (LI) emitida pelo órgão de meio ambiente do seu município (na falta dele o do Estado). Bem, vamos voltar um pouco no tempo. O antigo posto deve ter tido uma LI para instalar os tanques e uma LO (Licença de Operação) para poder funcionar. Eu falei “deve ter tido” porque há alguns anos isso nem sempre era uma verdade absoluta. Só que hoje, você só conseguirá o registro na ANP (Agência Nacional de Petróleo) para operar como posto se tiver uma LO. Na LO antiga (que se você não tem, o órgão ambiental terá), constam quantos tanques o posto tem, a capacidade deles e a data de fabricação. Quando você for tirar a nova LI, constará a necessidade de retirada de X tanques e a instalação dos tanques que você pediu. Você pode ver só pela descrição deste parágrafo, que essa tarefa não é para amadores. Existem várias empresas competentes e sérias que fazem esse tipo de serviço. Só que este blog não se destina à propaganda, então eu não irei recomendar nenhuma.
    Mas não se desanime, vou tentar te ajudar a decidir. Esta decisão passa pela encruzilhada de qualquer operador de posto: ser bandeira branca ou vinculado à uma bandeira? Um posto bandeira branca tem maior retorno, por outro lado você está sozinho para enfrentar os problemas, seja de mercado ou ambientais (que podem ter custos elevadíssimos). Um posto embandeirado, é como uma franquia, tem retorno menor, mas tem a segurança de uma grande distribuidora te apoiando.
    Na minha visão, talvez simplista, um posto bandeira branca é para operadores já experientes. Um novato, especialmente sem muito capital, tem muito mais chances de sucesso se tiver um posto embandeirado.
    A decisão é sua. Sucesso no teu empreendimento.

    ResponderExcluir
  46. Olá boa noite, gostaria de saber todos os tipos de documentos que são necessários para a construção de um posto de combustível? Também gostaria de saber o valor médio para encher um tanque com 5.000 mil litros de Diesel e 10.000 mil de gasolina? E também é o lucro de um posto?
    Estou pretendo montar um posto no Piaui mais sei apenas o minimo sobre o negocio.

    ResponderExcluir
  47. Prezado Anônimo do dia 13/dez, muito obrigado pela visita.
    Você fez três perguntas, mas vamos começar pela terceira, sobre o lucro do posto. Recomendo que você leia o meu post “quanto custa operar um posto de combustíveis”. http://poucodemorais.blogspot.com.br/2013/10/quanto-custo-operar-um-posto-de.html
    Sobre os documentos, eles variam um pouco de acordo com o Estado e o Município. Vamos supor que o posto seja urbano (dentro da cidade) Basicamente, você deve procurar a Secretaria de Obras do seu município e pedir um Estudo de Viabilidade Urbanística (EVU). Isso é para saber se você pode construir um posto no local. Se puder, você tem que obter a licença de obras da prefeitura. Depois disso, você precisará buscar o órgão ambiental que atende a região (ele pode ser municipal ou estadual), para obter uma Licença de Instalação (LI), para poder instalar os equipamentos. Depois da obra pronta, você terá que obter o Habite-se e o alvará dos Bombeiros. Tendo isso, volta ao órgão ambiental e consegue a Licença de Operação (LO). Com todos esses documentos e os de constituição da empresa, você se cadastra na ANP. Só depois do registro da ANP homologado é que o posto poderá a começar a operar.
    A pergunta a respeito do valor médio para encher um tanque é uma conta que você mesmo pode fazer. Vou mostrar como. A ANP (Agência Nacional do Petróleo) tem o Sistema de Levantamento de Preços da ANP, que publica com grande frequência, especialmente nos grandes centros os preços médios dos combustíves. http://www.anp.gov.br/preco/prc/Resumo_Por_Municipio_Posto.asp
    Como você não disse qual o município que você pretende construir o posto, peguei os preços de Teresina-PI no período de 06/12 a 12/12/2015:
    Preços médio de gasolina: Compra (preço que o posto compra) R$3,535/litro x 10.000 litros = R$35.350,00
    Preços médio de diesel comum: Compra (preço que o posto compra) R$3,159/litro x 5.000 litros = R$15.795,00
    Espero ter ajudado. Bons negócios para ti.

    ResponderExcluir
  48. Parabéns pelo post, tenho clara certeza que seu post tirou dúvidas de muitas pessoas, desde querer investir até mesmo de curiosidade.
    Vou contninuar a ler seus posts

    ResponderExcluir
  49. Olá !! amigo !! pela sua planilha, quais sao os itens que numa possivel parceria com alguma bandeira , seria custeada por ela por comodato e quanto tempo em media as partes tem que cumprir o comodato?

    ResponderExcluir
  50. Prezado Anônimo do dia 23/dez, muito obrigado pelo comentário. Nestes posts sobre combustíveis a minha intensão foi sempre dar subsídios para uma análise isenta e sem paixões.

    ResponderExcluir
  51. Prezado Alencar Fortal, objetivamente as distribuidoras (bandeiras) podem ou não comodatar equipamentos para um posto. Tudo depende da negociação que ela fizer com o operador. Explicando melhor, quanto mais retorno do investimento para a bandeira, ou seja maior as vendas e a margem de lucro que ela puder obter nas vendas de produtos para o posto, mais itens ela poderá oferecer em comodato.
    Os itens comodatados, em geral, podem ser divididos em dois grupos: itens de imagem e tanques + bombas.
    Os contratos com as distribuidoras duram de 2 a 15 anos, em média uns 4 anos para um posto já existente e 10 anos para um posto novo.
    Vejamos então a durabilidade dos equipamentos:
    - Tanques - duram no máximo 30 anos. Em média 20 anos. Sua instalação e desinstalação, obrigatoriamente, depende de licenciamento do órgãos ambientais. Isso aumenta os custos e atrasa enormemente a troca dos equipamentos. Ou seja, um tanque comodatado aprisiona o posto à bandeira e vice-versa.
    - Bombas - geralmente, uma bomba com 10 anos está bastante desgastada e dando muita manutenção. Mesmo assim, é um item fácil de trocar. Assim, se o contrato for de longa duração, você pode devolver as bobas velhas comodatadas e comprar bombas próprias. Ou até mesmo exigir bombas novas da distribuidora sem maiores contrapartidas.
    - Imagem - os itens de imagem, mesmo quando de propriedade do próprio posto, têm que ser fabricados e montados por empresas conveniadas à distribuidora (ou pelo menos autorizadas por elas). É claro que não faz nenhum sentido o posto permanecer com a imagem da bandeira se não tiver contrato com ela (embora isso aconteça), afinal a desobrigação de comprar produtos da distribuidora leva o consumidor a ser ludibriado. De qualquer forma, um item de imagem com 6 anos de exposição às intempéries já está precisando de renovação. Com 8 anos está bem ruim. E com 10 anos pode até espantar a clientela.
    Portanto, veja você que temos muitas variáveis a serem consideradas. Tanto por você como pela distribuidora. Meu conselho é, pense no contrato no longo prazo. Se você cumprir sem problemas o que você quer fazer quando terminar? Se você não conseguir cumprir as metas contratuais, o que poderá lhe acontecer?
    Não sei se a minha explicação foi muito clara, mas espero ter ao menos ajudado.

    ResponderExcluir
  52. Muito bom, super esclarecedor. Como um pequeno empresaria que busca o conhecimento necessário para ver a viabilidade de um empreendimento deste tipo, ajudou muito. obg

    ResponderExcluir
  53. Uma duvida !! numa possivel parceria com Br,Ipiranga, Shell, ou outra bandeira !! na parceria das bombas e tanques !!como seria no contrato as lojas de conveniencia e de troca de óleo !!

    ResponderExcluir
  54. Prezado Alencar Fortal, as bandeiras que você citou são as maiores, mas existem mais de 200 distribuidoras no país. É claro que algumas delas só vendem para postos bandeiras banca ou TRRs.
    Não existe uma política padrão de negociação entre as distribuidoras. E mesmo dentro da mesma distribuidora os padrões variam com o tempo e com o local.
    Pelo que já vi no mercado, não há relação direta entre o comodato de equipamentos e a vinculação de franquias. Existe sim a obrigatoriedade, dentro das políticas comerciais das distribuidoras, de vincular as franquias de loja de conveniência e troca de óleo, para postos de um determinado porte ou para compensar investimentos maiores por parte da companhia.

    ResponderExcluir
  55. Uma pergunta simples. Estou em vias de vender meus 50% de um posto de gasolina com venda próxima de 400.000l e que deixa aproximadamente R$35mil de lucro mês. Qual o valor estimado para o negócio Todo que está no mercado há mais de 10 anos e não possui contingências? Como é usual arbitrar valor? Qual base é utilizada? o Lucro?

    ResponderExcluir
  56. Prezado Anônimo do dia 26/fev, já disse que não sou especialista no assunto, mas eu gosto de desafios. Comentei uma vez que existe um valor meio "mágico" no mercado, onde fala-se que o posto vale R$10,00/litro de venda. Assim o seu posto valeria R$4.000.000,00. Vamos pensar então que ele valha mesmo isso. O seu lucro líquido mensal sendo R$35.000,00 corresponderia a 0,875% ao mês.
    A poupança em janeiro rendeu 0,82%. Assim eu concluo que, pelo lucro que você tem mensal, o seu posto vale menos do que R$4 milhões. Já que seria muito mais fácil deixar o dinheiro parado na poupança (ou num CDI, que rende mais e é quase tão seguro quanto à poupança e rendeu mais de 1% em janeiro), do que suar trabalhando.
    Considerando os riscos de qualquer negócio, eu não colocaria o meu dinheiro numa empresa que me rendesse menos do que 1,5% ao mês do dinheiro investido. Ou seja, eu acho que o seu posto vale uns R$2.300.000,00.
    Agora, se você achar alguém que pague mais que isso, digamos os R$4 milhões, muito melhor para você.
    Espero ter ajudado.

    ResponderExcluir
  57. Caro demorais, estou querendo montar um pequeno posto de combustível numa cidade pequena na Paraíba. Tenho um terreno na entrada da cidade, com 400 m2. A cidade possui apenas um pequeno posto que faz até vergonha e possui cerca de 10000 habitantes. Gostaria de saber se com cerca de 150 mil reais meu, com sua experiência, as bandeiras financiaram o restante? E se é viável investir tanto para um pequeno mercado?
    Obrigado

    ResponderExcluir
  58. Prezado Anônimo do dia 26/fev, acho que a sua pergunta merece uma resposta completa. Assim, peço que tenha paciência e leia todas as minhas explicações. Consultei alguns sites para responder a sua pergunta.
    Antes de tudo, se você leu todos os meus posts sobre o assunto, sabe que num posto de 400m² só é viável o atendimento de automóveis e motocicletas. Excluindo os caminhões. Então vou considerar, para facilitar o raciocínio, que o posto só venda para carros e só venda gasolina.
    Pelo site http://www.denatran.gov.br/frota2016.htm, a frota de automóveis da paraíba é de 465 mil veículos. A Wikipédia (https://pt.wikipedia.org/wiki/Para%C3%ADba) diz que a população é de 3.972.000 habitantes. Então temos uma proporção de 0,12 automóveis por habitante. Como você disse que a sua cidade tem cerca de 10 mil habitantes, vou supor que tenha 1.200 carros. Ok, vamos ser otimistas, suponhamos que tenha 1.500 carros. Também vou supor que cada carro da cidade ande 1.000km/mês e que consuma muito (faça 10km/litro de gasolina). Então cada carro consumiria 100 litros de gasolina por mês. Assim, na CIDADE TODA, seriam vendidos 150.000 litros/mês (exceto cidades turísticas que recebem grande número de veículos de fora).
    Aqui temos que fazer algumas considerações:
    - Você disse que na cidade já existe um pequeno posto. Bom, se não existe uma cidade próxima que viabilize o abastecimento dos veículos da sua cidade, este posto é dono do mercado de 150m³/mês. Eu realmente não acredito nisso. Se você olhar a primeira tabela do post verá que a venda média por posto na Paraíba é de 125m³/mês.
    - Se o outro posto não fechar, vocês dividirão o mercado. Mesmo que a maioria vá abastecer no seu posto, você não terá 100% das vendas da cidade. Mas, novamente, serei otimista e consideremos que o seu posto fique com 2/3 do mercado. Portanto com uma venda de 100.000 litros de gasolina/mês.
    Vamos dizer que você faça compras semanais e pague à vista (se for à prazo a conta piora). Então serão 25.000 litros de gasolina/semana. Pelo resumo semanal da ANP da semana de 21/02 a 27/02/2016 (http://www.anp.gov.br/preco/prc/Resumo_Semanal_Estado.asp), os preços médios da gasolina na Paraíba para os postos comprarem (preço da Distribuidora) foi de R$3,325/litro. Você teria que pagar R$83.125,00/semana.
    Se você teve paciência de ler até aqui, deve estar se perguntando porque eu fiz tantas contas. A resposta é, porque o seu dinheiro é pouco até para manter o estoque mínimo do seu posto.
    Mesmo que você consiga um financiamento total do posto (onde você terá que hipoteca-lo como garantia do pagamento), você tem que ter capital de giro.
    A minha sugestão sincera é que você procure um sócio mais capitalizado. Se você acha a sua cidade merece um posto de combustíveis melhor e que há possibilidades de ganhar dinheiro com isso, não desista da sua ideia. Grandes distribuidoras podem ter interesse em mercados pequenos, mas só se têm algum interesse estratégico. Mesmo assim, podem, no máximo, dar alguns equipamentos em comodato. Agora, fica a dica, as distribuidoras gostam muito de trocar bandeira de postos existentes. Então uma boa alternativa é você tocar o projeto do seu posto, por conta própria e, ao longo do processo de construção, negociar com as distribuidoras.
    Bons negócios!

    ResponderExcluir
  59. Agente Fiscal de Rendas do Estado de SP3 de março de 2016 11:44

    Gostaria de parabenizá-lo por dividir essa experiência com todos. Está me ajudando a entender sobre o mercado, visto que tenho como uma de minha atividades o fechamento de postos de combustíveis irregulares. Nosso trabalho é feito para o bem da população, retirando contribuintes "laranjas" e o adulteradores do mercado. Muitas vezes a análise fica muito difícil, principalmente quando aparecem com contratos de Compra e Venda de postos no valor de 300.000 e 400.000. Tudo o que puder compartilhar para nos ajudar será muito bem vindo.

    ResponderExcluir
  60. Prezado Agente Fiscal de Rendas, desculpe a demora para responder. Foi comovente o seu testemunho. Nem sei como agradecer.

    ResponderExcluir
  61. Excelente e esclarecedor relato e exposição de todo o processo. Obrigado!

    ResponderExcluir
  62. Prezado José Feitosa, eu sempre gosto de ajudar. Nesses tempos de desânimo com a situação econômica, é sempre bom ter uma mão amiga.

    ResponderExcluir
  63. Boa noite, gostaria de saber quais documentos são necessarios para a construção de um posto e quanto tempo demora em media para todos os documentos ficarem prontos o estado seria o Piaui.
    Grato desde já.
    Frank C.

    ResponderExcluir
  64. Obrigado por tira duvidas q eu tinha excelente seu blog.

    ResponderExcluir
  65. Obrigado por tira duvidas q eu tinha excelente seu blog.

    ResponderExcluir
  66. Estou com um projeto de montar um posto no amazonas si tiver alguma bandeira interresada em uma parceria'ja tenho terreno e um pouco do dinjeiro,obrigada.

    ResponderExcluir
  67. Ola, bom dia! Estou pesquisando sobre os gastos para construção de um postos e seu blog esta me ajudando bastante. Tenho um deposito de material de construção e estou querendo diversificar abrindo um posto. Estou comprando 3 sobrados em uma avenida movimentada de São Paulo, com isso terei uma esquina com 500m2. Verifiquei as regras do novo zoneamento e é possível abertura naquele local. Tenho duas duvidas, existem empresas que fazem o projeto e estimativa de custo de acordo com minha planta? Abrir um posto bandeirado ou bandeira branca? eis a questão! Confesso que como consumidor tenho um certo preconceito com postos sem bandeira, por isso estou com um certo receio de partir para este modo, mas como beleze não se poe a mesa, gostaria de saber se é mais rentável a bandeira branca pelo preço que conseguirei comercializar o combustivel, ou se este valor se iguala pela credibilidade da bandeira, que de alguma forma pode me impulsionar nas vendas.

    desde ja agradeço,

    William

    ResponderExcluir
  68. Prezados, infelizmente estou sem tempo para responder as perguntas de vocês. Prometo tentar ajudar assim que puder.

    ResponderExcluir
  69. Meu amigo, na sua opnião, qual a melhor bandeira? shell, ipiranga ou br ? a shell e a ipiranga constantemente fazem propagandas, a ipiranga até carro sorteia

    ResponderExcluir
  70. estou querendo montar um posto de gasolina na minha cidade, alguém poderia me informar algum engenheiro ou algum profissional da área para me auxiliar.

    meu e
    mail é jairfranca10@hotmail.com

    ResponderExcluir